Eu e o Hiperfoco.

Por conta de uma condição específica, nasci com várias características de uma lista. Entre elas está o Hiperfoco. Me sinto confortável com isso e penso que é devido à esta característica que eu consegui ir tão longe em alguns temas.  O Hiperfoco é a característica ou capacidade de concentrar-se em uma única coisa por muito tempo. Algumas pessoas podem passar horas ou dias mergulhadas no mesmo assunto ou atividade e algumas chegam a levar esse tema pra vida toda. O Hiperfoco pode mudar de tempos em tempos, o que permite que a pessoa desenvolva com intensidade várias áreas do conhecimento.

Em outros textos, contei um pouco da minha experiência com a Literatura. Em certas épocas da minha vida, estive tão focado em escrever que conseguia produzir um livro inteiro em um ou dois dias. Escrever cem ou duzentas páginas não era difícil, mesmo levando-se em conta a qualidade do conteúdo e a coerência da estrutura do idioma. Eu sempre fui apaixonado por expressão. Muita coisa foi levada pelo campo da imagem, pois sempre fui uma pessoa muito visual. Mas, a Literatura sempre me encantou também, principalmente quando me vi aspirando as possibilidades do Cinema com suas histórias e scripts incríveis.

Passei a escrever poemas, frases e livros maiores com dramas ficcionais. Além dessa passagem profunda, nunca deixei de escrever em outras mídias “menores”, como em páginas temáticas e blogs. Atualmente escrevo pra mídias de Fotografia, Viagens, Astronomia, Sociologia, Artes em Geral, Comunicação, Design Gráfico, Empreendorismo, Cultura Underground e diversas outras coisas. Não consigo me imaginar sem tudo isso. Embora sejam áreas relacionadas, cada uma delas tem um universo próprio que exige um domínio e devoção próprios pra você contextualizar aquilo e acertar o conteúdo diante das necessidades do público que forma a demanda.

E porque estou a contar tudo isso? Pode ser uma boa reflexão sobre esforço e qualidade, mesmo que você não tenha a característica nativa do Hiperfoco. Você pode escolher se dedicar em algo que goste ou precise muito e, assim, transformar algo pequeno e superficial em algo maior, mais relevante e mais assertivo. Você pode sair de uma zona de conforto onde pouco ou nada produzia e tornar-se alguém de destaque em um determinado assunto ou segmento. Com este incentivo em mente, talvez você não se torne o melhor de todos, mas certamente vai ser melhor que você mesmo, progredindo suas possibilidades a cada dia. Seu potencial pode ser revisto e isso não é algo que deve ser ignorado.

Muitas das coisas das quais não somos tão bons, podem ser estudadas e aprimoradas ao ponto em que possamos superar as expectativas alheias. Você pode surpreender seus professores, seus colegas de trabalho, seus clientes e a você mesmo, dedicando esforço concentrado em dominar algo. Mas é importante que você filtre o foco em algo que você goste ou precise muito, pois isso será o fator crucial pra te manter preso à esta atividade, mesmo em mergulhos mais fundos e/ou longos.

Apesar de aparentar que eu não estou grande parte do tempo envolto nos textos deste blog, a verdade é que, por entendimento das necessidades da ferramenta, eu me limito a postar no máximo 2 textos por dia, ficando, preferencialmente, restrito em apenas 1. Isso ajuda na visibilidade dos conteúdos e na absorção por parte do público. Eu poderia completar o restante dos temas para fechar a lista de mais de 600 temas que predefini, porém isso seria o mesmo que desperdiçar munição. O meu objetivo com estes textos é de que sejam lidos e aproveitados pelo público, de forma que haja transformação do pensamento ou conduta mediante a reflexão que possa ser feita.

Assim, enquanto eu não posso acelerar demais aqui, uso as outras mídias de temas variados, como uma maneira de continuar criando. Ter uma diversidade de temas para produzir ajuda a me manter na Literatura, porém me desvia um pouco da concentração nos temas, o que, de certa forma, freia um pouco o potencial geral. Ainda sim, pra mim, é melhor do que ficar muito tempo sem escrever. Essa também seria uma recomendação pra quem deseja se ver motivado em algum projeto. Se suas atividades exigem que você seja menos frequente do que gostaria, tente incluir outras atividades ao redor, mesmo que por hobby, pra que você não desacelere. Isso me faz lembrar de uma estratégia semelhante que as pessoas costumam usar em corridas. Quando elas estão correndo pelas calçadas e são obrigadas a diminuir o ritmo para cruzar um semáforo fechado para pedestres, elas mantém o ritmo cardíaco e da atividade física, dando saltinhos para não ter que frear o ritmo geral do corpo. Isso ajuda a manterem-se aptas a seguir a corrida com o mesmo potencial, assim que o semáforo abrir para elas.

Essas foram algumas dicas importantes que podem ajudar pra você, independente de suas características nativas. Acredito que fazendo uso de intervenções criativas você pode transformar problemas em soluções e chegar mais longe. Não tenho o hábito de solicitar, mas como faz algum tempo que não escrevia nesta mídia, seria de grande utilidade se pudesse compartilhar o texto em sua rede social preferida ou indicar o conteúdo pra algum amigo ou colega de trabalho. Isso vai ajudar a mais pessoas passarem pela reflexão deste artigo em específico ou mesmo de poder conhecer os outros textos já publicados. Obrigado.

Rodrigo Meyer

Anúncios